Acerca de

ARRISCADO.jpg

Sobre o Núcleo

A criação do ARRISCADO é animada pelo mesmo espírito de outras iniciativas do Instituto D’Alma, como sua formação a preços mais acessíveis, o núcleo de estudos “Aimó: Para uma psicanálise antirracista” e sua clínica social. São todas iniciativas que visam descentralizar a psicanálise de seus eixos ricos, brancos, pequeno-burgueses.
 

Tendo isso em vista, o núcleo Arriscado centra suas atividades em dois dos dispositivos fundamentais do tripé de formação: estudos da teoria e supervisão.
 

Este é um núcleo de estudos pensado para profissionais da saúde mental, analistas formados e em formação, psicólogos, psiquiatras e profissionais que queiram aprofundar-se na teoria e na prática clínica de orientação lacaniana.
 

O mote de nosso núcleo é o matema A , o A barrado, o “ARRISCADO”: Matema do outro como falta, incompleto estruturalmente. O Outro experimentado como falta não nos dá garantias. Não nos afiança em um percurso que, feito de pactos, ainda assim envolve o risco radicalmente assumido por cada um. Dizer que “o psicanalista só se autoriza por si mesmo” não é reconfortante. Não basta comprar uma poltrona e um divã.

O analista é um implicante, um implicado.

Por isso, nosso objetivo é propor um dispositivo continuado de formação e interrogação. Atravessar matemas e grafos, espelhos e nós, pensar um fazer da psicanálise pelo avesso.

 

Sob coordenação de William Zeytounlian, o núcleo ARRISCADO conta com grupo de leitura contínuo, grupo de supervisão clínica semanal e cursos regulares que propõem interlocução e trocas com outras áreas do saber como a antropologia, as artes, a história, a sociologia, entre outras, no intuito de aprofundar-se na compreensão e na prática da teoria lacaniana no contexto do Brasil de 2021.

Inscreva-se no Núcleo Arriscado

Obrigado!